fui ser feliz e não volto!

(Source: des-acreditar)

riquezinhoz:

Bilhete encontrado dentro de um livro da biblioteca menezes pimentel. 1993

riquezinhoz:

Bilhete encontrado dentro de um livro da biblioteca menezes pimentel. 1993

(Source: ofuturonaoexiste)

maybeyas:

Não quero um conto de fadas, mas sim um amor verdadeiro. (maybeyas)

maybeyas:

Não quero um conto de fadas, mas sim um amor verdadeiro. (maybeyas)

liviaalves:

1º ano do colegial: Enquanto sentado na aula de inglês, eu admirava a garota ao meu lado. Ela era a minha tão chamada “melhor amiga”. Eu admirava seu lindo cabelo longo e sedoso, e desejava que ela fosse minha. Mas ela não me via com estes olhos, e eu sabia disso. Depois da aula, ela veio em minha direção e me pediu pelas minhas anotações, pois tinha perdido a aula passada, e eu as entreguei a ela. Ela disse “obrigada” e me deu um beijo na bochecha. Eu queria dizer a ela… Eu quero que ela saiba que eu não quero que sejamos apenas amigos, eu a amo, mas sou muito tímido.

2º ano do colegial: O telefone tocou. Do outro lado da linha, era ela. Ela estava em prantos, murmurando continuamente sobre seu coração que fora partido por seu amor. Ela me disse que fosse vê-la porque ela não queria ficar só, então eu fui. Assim que me sentei ao seu lado no sofá, eu me fixei em seu suave olhar, desejando que ela fosse minha. Após duas horas, um filme da Drew Barrymore, e três sacos de salgadinhos, ela decidiu ir dormir. Ela olhou pra mim e disse “obrigada” e me deu um beijo na bochecha. Eu quero dizer a ela…

3º ano do colegial: Na véspera do baile de formatura ela foi até o meu armário. “O meu par está doente”, ela disse; “e ele não vai melhorar”. Eu não tinha companhia. Fizemos um pacto que se nenhum de nós tivesse companhia para o baile, iríamos juntos como “melhores amigos”. Então fomos. Noite do baile: Após tudo ter terminado, eu estava em pé, parado, na porta da casa dela! Eu a fitei enquanto ela sorria pra mim e me fitava com seus olhos de cristal. Eu quero que ela seja minha, mas não pensa em mim dessa forma, eu sei disso. Então ela disse: “Foi o melhor momento da minha vida, obrigada!” e deu-me um beijo na bochecha. Eu quero dizer a ela, não quero que sejamos apenas amigos. ..

.. Dia da formatura: Um dia passou, depois uma semana, depois um mês. Antes que eu pudesse piscar, era o dia da formatura. Eu olhei enquanto seu corpo perfeito flutuava como um anjo até a plataforma para pegar seu diploma. Eu queria que ela fosse minha, mas ela não me via dessa forma, e eu sabia disso. Antes que todos se dirigissem aos seus lares, ela veio até mim em seu traje de formanda, e chorou enquanto eu a abraçava. Então ela levantou sua cabeça de meu ombro e disse: “Você é meu melhor amigo, obrigada” e deu-me um beijo na bochecha. Eu quero dizer a ela…

Alguns anos depois: Agora eu estou sentado no banco da igreja. Aquela garota está se casando agora. Eu a vi dizer “sim” e seguir em frente, rumo a sua nova vida, casada com outro homem. Eu queria que ela fosse minha, mas ela não me via dessa forma, e eu sabia disso. Mas antes que ela partisse, ela veio até mim e disse: “Você veio!”. Ela disse “Obrigada” e beijou-me a bochecha. Eu quero dizer a ela, eu quero que ela saiba que eu não quero que sejamos apenas amigos, eu a amo, mas sou muito tímido, e não sei por quê.

Funeral: Anos se passaram, e eu olho para o caixão de uma garota que costumava ser minha “melhor amiga”. Na cerimônia, leram a entrada do diário dela, escrito na época do colegial. Isto foi o que leram: - Eu o admiro desejando que ele fosse meu, mas ele não me vê dessa forma, e eu sei disso. Eu quero dizer a ele, eu quero que ele saiba que não quero que sejamos apenas amigos. Eu o amo, mas sou muito tímida, e não sei o porquê. Eu queria que ele me dissesse que me ama!”

Autor desconhecido.

(Source: feb-12th)

amor não é uma coisa que te tira do chão e te leva pra lugares que você nunca foi.. o nome disso é avião!

(Source: gifsfactory)

liviaalves:

Fique sabendo: Se você se estressar comigo eu vou te cutucar e falar “Oi” até você sorrir de novo.

liviaalves:

Fique sabendo: Se você se estressar comigo eu vou te cutucar e falar “Oi” até você sorrir de novo.

(Source: ap0lo)


Você combinou de jantar com a namorada, está em pleno tratamento  dentário, tem planos pra semana que vem, precisa autenticar um documento  em cartório, colocar gasolina no carro e no meio da tarde morre. Como  assim? E os e-mails que você ainda não abriu, o livro que ficou pela  metade, o telefonema que você prometeu dar à tardinha para um  cliente?Não sei de onde tiraram esta idéia: morrer. A troco? Você passou  mais de 10 anos da sua vida dentro de um colégio estudando fórmulas  químicas que não serviriam para nada, mas se manteve lá, fez as provas,  foi em frente. Praticou muita educação física, quase perdeu o fôlego,  mas não desistiu. De uma hora pra outra, tudo isso termina numa colisão  na freeway, numa artéria entupida, num disparo feito por um delinquente  que gostou do seu tênis. Qual é? Morrer é um clichê. Obriga você a sair  no melhor da festa sem se despedir de ninguém, sem ter dançado com a  garota mais linda, sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música  preferida. Você deixou em casa suas camisas penduradas nos cabides, sua  toalha úmida no varal, e penduradas também algumas contas. Os outros vão  ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas, a  apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira. Logo você,  que sempre dizia: das minhas coisas cuido eu! Que pegadinha macabra:  você sai sem tomar café e talvez não almoce, caminha por uma rua e  talvez não chegue na próxima esquina, começa a falar e talvez não  conclua o que pretende dizer. Não faz exames médicos, fuma dois maços  por dia, bebe de tudo, curte costelas gordas e mulheres magras e morre  num sábado de manhã. Se faz check-up regulares e não tem vícios, morre  do mesmo jeito. Isso é para ser levado a sério? Morrer cedo é uma  transgressão, desfaz a ordem natural das coisas. Morrer é um exagero. E,  como se sabe, o exagero é a matéria-prima das piadas. Só que esta não  tem graça! Pedro Bial

Você combinou de jantar com a namorada, está em pleno tratamento dentário, tem planos pra semana que vem, precisa autenticar um documento em cartório, colocar gasolina no carro e no meio da tarde morre. Como assim? E os e-mails que você ainda não abriu, o livro que ficou pela metade, o telefonema que você prometeu dar à tardinha para um cliente?Não sei de onde tiraram esta idéia: morrer. A troco? Você passou mais de 10 anos da sua vida dentro de um colégio estudando fórmulas químicas que não serviriam para nada, mas se manteve lá, fez as provas, foi em frente. Praticou muita educação física, quase perdeu o fôlego, mas não desistiu. De uma hora pra outra, tudo isso termina numa colisão na freeway, numa artéria entupida, num disparo feito por um delinquente que gostou do seu tênis. Qual é? Morrer é um clichê. Obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém, sem ter dançado com a garota mais linda, sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida. Você deixou em casa suas camisas penduradas nos cabides, sua toalha úmida no varal, e penduradas também algumas contas. Os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas, a apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira. Logo você, que sempre dizia: das minhas coisas cuido eu! Que pegadinha macabra: você sai sem tomar café e talvez não almoce, caminha por uma rua e talvez não chegue na próxima esquina, começa a falar e talvez não conclua o que pretende dizer. Não faz exames médicos, fuma dois maços por dia, bebe de tudo, curte costelas gordas e mulheres magras e morre num sábado de manhã. Se faz check-up regulares e não tem vícios, morre do mesmo jeito. Isso é para ser levado a sério? Morrer cedo é uma transgressão, desfaz a ordem natural das coisas. Morrer é um exagero. E, como se sabe, o exagero é a matéria-prima das piadas. Só que esta não tem graça! Pedro Bial

bipolarities:

Você só dá valor a sua vida, quando presencia uma morte.
Jogos Mortais VI

bipolarities:

Você só dá valor a sua vida, quando presencia uma morte.

Jogos Mortais VI

(Source: aos-quinze)